Archive for junho, 2012

Charlatões travestidos de ‘personal’


A maior preocupação pela forma física aumenta a procura por personal treiners, mas conselho profissional alerta para o risco da escolha errada

 

É cada vez mais comum encontrar pessoas que preferem contratar um personal trainer ou professor particular para fazer exercícios sozinhos. Porém, alguns cuidados devem ser tomados para não cair nas mãos de charlatões. Em Mato Grosso, a atuação ilegal de pessoas na área tem sido alvo de fiscalização por parte do Conselho Regional de Educação Física do Estado e do Mato Grosso Sul.

Promotora de eventos, Geisiane Arruda de Almeida, 38 anos, faz musculação e treina box em casa, onde conta com os aparelhos necessários para fazer os exercícios, que faz de quatro a cinco vezes por semana.

“Antes, eu fazia em academia, onde a gente tem sempre a orientação de um profissional. Em casa, eu também costumo ter o acompanhamento de um personal”, conta. “É importante um profissional, principalmente para quem vai iniciar a atividade. Na musculação, por exemplo, um exercício que a pessoa fizer errado pode prejudicar seriamente a coluna”, acrescentou.

Coordenador da Academia Golfinho Azul, João Carlos Nunes, comenta que especialistas da área médica recomendam a realização de atividades físicas. Porém, alerta, que por serem complexos, é importante o acompanhamento de um profissional devidamente preparado e habilitado, seja em casa ou em uma academia.

“É como se fosse um medicamento. Se for acima ou abaixo da dose recomendada, não surtirá o efeito desejado ou então poderá resultar em complicações”, compara.

Conforme João Nunes, o profissional irá estabelecer os tipos de exercícios e a quantidade levando em consideração a necessidade da pessoa, a idade, históricos de doenças ou os objetivos, como por exemplo, emagrecer.

“Exercícios são bons e com o acompanhamento os resultados são melhores, seguros e mais rápidos”, frisa. O preço é estabelecido de acordo com os objetivos, mas em média custa entre R$ 50 a R$ 80 a hora. O ideal é que se faça exercícios pelo menos três vezes por semana.

O personal trainer é definido como um professor que desenvolve atividade física com base em um programa especial, que respeita a individualidade biológica e é preparado e acompanhado por um profissional de Educação Física regularizado junto ao Conselho Regional.

Na hora de contratá-lo, é importante verificar suas referências, a formação universitária em educação física e cursos especializados na área, pois assim estará se precavendo de futuros problemas de saúde causados por exercícios mal direcionados, mal executados ou, mesmo, em excesso.

Vale ainda fazer uma pesquisa conciliando preços com a qualidade do serviço oferecido e buscar informações junto às academias, revistas especializadas em ginástica ou mesmo conhecidos que já se utilizam destes serviços.

Fonte:www.diariodecuiaba.com.br