Archive for outubro, 2009

Reflexão – Os jovens de hoje


reflexao_gorila

Já pararam para olhar bem nos jovens de hoje?
Quando digo jovens, falo na faixa etária dos 12 aos 18, costuma dizer-se que os jovens de hoje são os homens de amanhã.
Então se assim for, o amanhã preocupa-me…

Pois bem, uma grande percentagem dos jovens masculinos tem tendências femininas, outra grande percentagem só está bem a fazer algo de errado, porque só é fixe quem faz “merda”.
Uma pequena percentagem tem educação e comporta-se como jovem normal.

Quanto ao sexo feminino, ainda pior… a maioria está inquieta para provar o “fruto proibido” cada vez mais cedo, mas depois de provar um, acha que os outros são diferentes, então fazem “salada de frutas”. Uma boa percentagem delas também prefere raparigas (isso até compreendo…).

Os jovens de hoje, vestem mal, muito mal mesmo. Tem maus hábitos alimentares, bebem cada vez mais álcool , consomem mais drogas, ouvem música que incentiva à violência, respeitam menos as pessoas, os idosos, as autoridades e até os próprios pais.

Os jovens de hoje tem o privilégio de ter quase tudo o que querem. Nunca precisaram de esperar pelo natal para ver se ganhavam aquela bola de futebol que há 2 anos tanto sonham ter. Hoje em dia com 5 anos já navegam na internet, aos 10 já fumam charros e aos 15 já só fazem o que querem e algumas já fizeram aborto.

Sou sincero, comparando os jovens do meu tempo com os de agora, fico preocupado com o futuro não só do pais, mas do mundo em geral. Preocupa-me também pelo facto de ser pai, de saber que tenho um papel de relevo para a educação do meu filho e sei também que uma parte da culpa dos jovens de hoje ser assim deve-se aos pais, ao dia-a-dia agitado que a maioria dos adultos tem hoje. Mas os pais tem de arranjar tempo para os filhos, tempo para lhes incutir os valores que são necessários para serem pessoas integras.

Mas resta-me ter esperança que nestes jovens de hoje, ainda seja possível fazer homens responsáveis para o amanhã. Até porque ainda existem jovens de futuro.

Exercícios para a saúde dos olhos


por Nicole Witek

09 de outubro foi comemorado o Dia Mundial da Visão. O slogan criado pela OMS  é “Olhos no futuro – lutando contra a deficiência visual do idoso”.

Portanto, seguem aqui exercícios de yoga para a manutenção da saúde dos olhos.
“Quando o homem convive com a natureza e vive no seu habitat natural, a visão fica perfeita até o fim da vida”. Essa frase de André Van Lysebeth, pioneiro em yoga no ocidente, com certeza vai deixar o leitor perplexo.
Para o cidadão de nossas cidades modernas, vivendo, trabalhando em lugares fechados onde o horizonte não tem mais do que cinco metros de distância, os músculos da convergência são sempre ativados e cansam. Isso gera tensões.
A luz, com intensidade sempre igual, o olhar pregado à tela do computador ou da televisão, a monocromia (letras pretas/papel branco), aliados a um trabalho irritante que gera tensões em todos os lugares do corpo, até no aparelho visual, são as causas principais que levam a distúrbios e a uma visão alterada.
Se você tem uma visão boa, os exercícios aqui são para manter seus olhos sadios. Se você tem miopia ou presbiopia (vista cansada), sua visão vai melhorar logo.

Olho

1º) De manhã, massagear de leve os globos oculares com os dedos indicadores médios, suavemente em contato com as pálpebras. Fazer movimentos circulares. Não pressione.

2º) Com os olhos fechados, apertar (fechar) firmemente as pálpebras e abri-las, piscar umas 20 vezes. Recomeçar cinco vezes. Quando você apertar as pálpebras você poderá até ouvir os músculos vibrarem.

3º) Colocar o indicador a uns 10 centímetros do nariz, e girar a cabeça da direita para esquerda alternativamente, apontando o nariz em direção ao ombro, SEM PARAR DE OLHAR O DEDO.

Assim você terá a impressão que o dedo se desloca da direita para a esquerda. Esse exercício dá uma grande mobilidade ao aparelho visual e relaxa toda musculatura ocular. É excelente também para a mobilidade das vértebras cervicais e para relaxar toda a musculatura do pescoço. Fazer 10 rotações com os olhos abertos e dez rotações com os olhos fechados. Sempre respirando calmamente.

4º) Coloque-se de frente para sol, tampe um olho com a palma da mão e faça esse mesmo movimento de rotação (usando o sol á sua frente no lugar do dedo), sem NUNCA fixar o sol (exceto ao levantar ou ao deitar quando o disco do sol esta ainda visível). A luz do sol vai se espalhar no fundo do olho e estimular a retina todinha.

Repetir com o outro olho e continuar durante dois minutos respirando calmamente.

5º) Depois deste exercício, tampe os dois olhos com as palmas da mão (conforme imagem abaixo) e deixá-los na escuridão total durante um ou dois minutos. O “palming” é sempre bom para o olho e nunca pode ser demais. É aconselhável fazer uns dez minutos de “palming” por dia.
Se não tiver sol, você pode fazer o mesmo exercício na frente de uma lâmpada com incandescência bem forte (150 watts). Fazer o “palming” indicado. A lâmpada será colocada a uns 50 centímetros do rosto. Não tem uma intensidade para as mãos no palming. As mãos ficam com duas cúpulas, sem pressionar os olhos, e so fazer uma ‘câmara preta’ para deixar o olho no escuro. É a duração que faz a eficiência, porque esse momento é de grande relaxamento dos olhos = relaxamento muscular e mental. Os pensamentos diminuem quando os olhos estão no escuro e conseguimos ao mesmo tempo imaginar o preto.
6º) A luz é amiga do olho. Evite sempre que puder os óculos de sol, exceto com prescrição do seu médico, em caso de doenças oculares ou em lugares onde a reflexão da luz seja alta como na neve, na água, em alto mar, etc.
É tudo o que precisamos para deixar nossa mente tranqüila e apta a fazer a nossa intuição aflorar. Em breve retornaremos ao assunto, mas clique aqui e leia mais sobre a saúde dos olhos.

Nicole Witek
é Yoga consultant, formada em yoga dinâmica, asthanga, yoga pré e pós natal, etc

Nutrição Funcional :Dieta antienvelhecimento


Saiba o que e quanto consumir para combater os radicais livres:

por Patricia Davidson Haiat

A alimentação é fator primordial quando falamos de envelhecimento tanto dos nossos órgãos, quanto da pele. Isso ocorre porque a produção de radicais livres, grandes vilões quando se trata de envelhecimento, é reduzida quando são retirados da alimentação substâncias que aumentam a sua produção, como excesso de gordura saturada e trans, alimentos refinados, aditivos químicos como corantes e conservantes, sempre presentes nos alimentos industrializados que são amplamente consumidos pela população

Com o tempo, o excesso dos radicais livres pode causar alterações irreversíveis nas células ou mutações, que podem favorecer o aparecimento e o desenvolvimento de doenças como o câncer, por exemplo. Além disso, esses danos contribuem para o enfraquecimento do sistema imunológico e para o envelhecimento precoce.

Alimentos que provocam envelhecimento

Os alimentos que mais provocam o aceleramento do processo de envelhecimento orgânico quando consumidos com regularidade são: açúcar e produtos refinados de uma maneira geral (farinha e arroz branco), frituras em geral, carne vermelha e bebidas alcoólicas.

Por outro lado, se temos uma alimentação adequada ricas em frutas, legumes, verduras, castanhas, azeite… , nossas células irão receber os nutrientes que vão neutralizar a ação negativa dos radicais produzidos por qualquer causa, seja pela poluição, excesso de atividade física, estresse, ou mesmo os danos provocados pelos radicais produzidos normalmente pelo nosso organismo. E por isso, a alimentação é um item tão importante e efetivamente pode diminuir o risco do desenvolvimento envelhecimento precoce.

Alimentos antienvlhecimento

Abaixo eu listei alguns alimentos que deveríamos incluir semanalmente na alimentação para tentar “blindar” nossas células do excesso de produção de radicais livres.

Óleo de linhaça

Fonte de ômega 3. Essa gordura essencial é muito pouco consumida hoje nos dias atuais e é necessária para evitar os processos inflamatórios. Além de regular o funcionamento de todas as nossas células já que as mesmas têm um envoltório de gordura. Se a gordura que as reveste for boa, há uma boa comunicação entre as células, se o tipo de gordura for ruim (tipo gordura saturada, trans ou proveniente de frituras o funcionamento é precário).

Além do óleo de linhaça, a semente de linhaça, bem como nozes e sardinha, salmão também são fontes dessa gordura essencial. Uma boa dica para incorporar o óleo de linhaça é misturar num molho de salada duas partes de óleo de linhaça extra-virgem + 4 partes de azeite extra-virgem + temperos desidratados como orégano, alecrim, manjericão, todos também com o potencial antioxidante.

Brotos de alfafa

Contém glicosinolatos e cumestrans (fitoestrogenos).

O brotamento aumenta em muito a quantidade de vitaminas, minerais e proteínas disponíveis nos alimentos que sofrem germinação. É um broto fácil de germinar ou fácil de adquirir já germinado em supermercados. Além disso, ele é riquíssimo em proteínas de fácil assimilação, aumentando a firmeza e estrutura da pele. Isso porque ele contém uma quantidade de fitoestrogenos, ou seja, substâncias que podem auxiliar em manter em equilíbrio os níveis de estrogênio, mantendo a tonicidade da pele e sua hidratação. Diariamente 1 xícara ao dia em saladas.

Berries (frutas vermelhas)

Morangos, amora, framboesa, açaí – ricos em fotoquímicos e ácido elágico que fazem com que o organismo consiga neutralizar os radicais livres produzidos e auxiliam o organismo na detoxificação. 1 xícara ao dia. De preferência consuma essas frutas na sua forma orgânica garantindo maior qualidade nutricional e não tendo os malefícios do consumo de agrotóxicos que provocam o envelhecimento precoce.

Vegetais crucíferos

Brócolis, repolho, couve, couve-flor: (contém glicosinolatos) auxiliam o organismo a eliminar com maior eficiência as toxinas a que estamos expostos diariamente. 1 xícara ao dia.

Alho: Devido ao seu conteúdo de sulfeto é interessante para a manutenção do tecido conectivo e para as articulações. Auxiliam também no processo de detoxificaçao e combate aos radicais livres. 1 dente de alho cru amassado ou triturado diariamente.

Soja (isoflavonas): As isoflavonas da soja são componentes que podem exercer ação parecida com o estrogênio, mas de maneira mais sutil, mais fraca. Sabe-se que o hormônio estrogênio tem a capacidade de aumentar o funcionamento de enzimas antioxidantes. Dessa forma aumenta a defesa antioxidante, aumenta a produção energética e favorece a longevidade. Isao explica de certa forma porque as mulheres são mais protegidas do que os homens, já que a quantidade de hormônio estrogênio nas mulheres é bem abundante. Acredita-se portanto que ao utilizar uma substância com ação parecida os efeitos podem ser protetores também. As isoflavonas estão presentes em maiores quantidades nos produtos fermentados da soja como molho shoyo, tofu, misso.

Chá verde

Rico em catequinas. Previne o envelhecimento cutâneo e reduz a possibilidade de desenvolver diversos tipos de câncer a partir da sua capacidade de aumentar a eliminação de toxinas, assim nos deixando mais jovens. Para um efeito antixiodante tomar 3 xicaras de chá ao dia.

Aveia

Fonte de tocotrienois, um dos maiores antioxidantes totais da atualidade. Outras boas fontes são farelo de arroz, cevada e germe de trigo. Diariamente 1 colher de sopa adicionado a frutas ou sucos. A aveia também contém um tipo de fibra chamada beta glucana que mantém estáveis os níveis de colesterol e glicose, mantendo a energia e o apetite sob controle. A aveia é um dos cereais com maiores níveis de silício, mineral responsável entre outras funções pela maior síntese de colágeno – o “cimento” da pele..

Espinafre

Rico em luteína, uma carotenóide que tem atividade protetora antioxidante, especialmente reduzindo os efeitos dos raios solares sobre a pele. A luteína também é importante para reduzir os riscos de envelhecimento dos olhos e da capacidade visual, visto que a retina é o local de maior concentração de luteína. Semanalmente 1 xícara ( 3x semana) , de preferência cru.

Própolis

Essa substância resinosa coletada e processada por abelhas tem atividade antiinflamatória potente. Adicine diariamente a sucos algumas gotas de extrato de própolis à venda em lojas de produtos naturais.

Salmão

Das fontes de proteína disponíveis o salmão é uma das mais indicadas por ser a melhor fonte de DMAE, substância que age no tônus muscular, pois agem estimulando a função de nervos e músculos, que se contraem e tencionam, alisando a pele. A boa ingestão de proteína é essencial para não haver perda de proteína muscular que além de manter o metabolismo em movimento também garante maior integridade aos órgãos.

Gorduras saudáveis (gorduras monoinsaturadas)

Provenientes das semente de linhaça (óleo ou farinha), azeite extra-virgem de oliva, óleo de macadâmia, óleo de semente de uva. São ricos em ômega 3, gordura de atividade antiinflamatória essencial para manter a celulite à distaâcia. Auxilia a célula a aproveitar melhor os nutrientes ingeridos. A introdução de amêndoas, castanha-do-pará, avelãs e nozes também se tornam importantes devido à presença de gorduras essenciais e nutrientes antioxidantes como selênio, cobre, zinco e vitamina E que protegem o colágeno, garantindo a firmeza da pele.

Nós podemos ainda adicionar ao cardápio o abacate, semente de gergelim e azeitonas cheios de gorduras do bem que reduzem a inflamação celular! Quando ingeridas junto com outros alimentos, essas gorduras retardam a absorção do açúcar e isso acaba com a gordura acumulada na cintura. Além disso, as boas gorduras formam as membranas das nossa células, protegendo o colágeno da degradação.

Condimentos antioxidantes

Condimentos antioxidantes como canela, açafrão, cravo, noz moscada, louro, pimenta chilli, pimenta vermelha, orégano, salsa, alecrim, hortelã, tomilho, alho, limão. Possuem atividade antioxidante e antiinflamatória.

Canela

Rica em polifenóis antioxidantes são interessantes justamente para aquelas pessoas compulsivas por alimentos doces/carboidratos e que armazenam gordura sobretudo na região abdominal. Os antioxidantes da canela têm a capacidade de melhorar a atividade da insulina, fazendo com que ela aja com mais eficiência nas células, estabiliza os níveis de açúcar no sangue, reduzindo a compulsão por carboidratos. Ela tem o efeito de diminuir os efeitos nocivos dos carboidratos de alto índice glicêmico (aqueles responsáveis por aumentar a vontade de doces e o acúmulo de gordura abdominal). Ela pode ser usada em pó na forma de chá, em carnes, sopas, cozidos, frutas, salada de frutas, quente ou fria, pois os seus componentes ativos não são destruídos pelo calor. Doses de ¼ a ½ de colher de chá diariamente.

Faça do alimento o seu medicamento prolongando ao máximo sua saúde!

Patricia Davidson Haiat
é nutricionista funcional

Dalai Lama


Dalai

Perguntaram ao Dalai Lama…

“O que mais te surpreende na humanidade?”

E ele respondeu:

“Os homens… Porque perdem a saúde para juntar dinheiro,
depois perdem dinheiro para recuperar a saúde.
E por pensarem ansiosamente no futuro,
esquecem do presente de tal forma que acabam
por não viver nem o presente nem o futuro.
E vivem como se nunca fossem morrer…
… e morrem como se nunca tivessem vivido

Carne vermelha aumenta risco de câncer no intestino


Alimentos

diz estudo
da BBC Brasil

Um estudo europeu, publicado na revista do Instituto Internacional do Câncer, reforça a tese de que o consumo de carne vermelha pode provocar câncer no intestino. Os alimentos incluem carnes como as de boi, carneiro, porco e derivados como o bacon e o presunto.

O centro Investigação Prospectiva sobre o Câncer e a Nutrição da Europa (Epic, na sigla em inglês) diz ter encontrado novas provas de que a carne vermelha processada pode levar ao desenvolvimento da doença.

“Já suspeitávamos há algum tempo que o consumo a níveis elevados de carne vermelha e processada estava associado a câncer nos intestinos. Agora, temos certeza de que há uma relação séria, já que esse foi o maior estudo do gênero realizado na Europa”, disse Sheila Bingham, uma das autoras.

Os cientistas da instituição observaram os hábitos alimentares de mais de 500 mil pessoas na Europa ao longo de dez anos.

A conclusão é que as que comem mais de duas porções de 80 gramas de carne por dia correm 35% mais riscos de desenvolver a doença do que os que comem apenas uma (ou menos de uma) porção por semana.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) já havia recomendado um consumo maior de peixes e menor de carne.

Proteção

Os cientistas, no entanto, perceberam que os riscos de desenvolver câncer no intestino são menores entre as pessoas que ingerem muitas fibras por meio de alimentos como verduras, frutas e cereais.

A ingestão de peixe também é capaz de proteger as pessoas do problema, mesmo que elas comam carne vermelha.

Apesar de o ser humano ingerir carne vermelha há milhares de anos, o que os cientistas acreditam que ocorra nos tempos atuais é que o consumo do alimento, juntamente com altos índices de gorduras e carboidratos, esteja elevando os riscos de doenças como o câncer de intestino.

fonte: www.folha.com.br ( http://www1.folha.uol.com.br/folha/bbc/ult272u43483.shtml)

Como arrumar um tempo para você? Saiba o passo-a-passo


por Regina Wielenska

Quando eu tiver tempo…

Se eu pudesse, eu viajaria.
Quando eu me aposentar, vai ser tudo diferente.
Eu adoro, mas não tenho tempo para fazer massagem.

Assim levamos a vida, num eterno adiamento. Não tenho certeza se a raiz do problema está na falta de tempo, oportunidade, dinheiro: as justificativas podem servir a diferentes funções.

Por exemplo, Mariana relata que não tem tempo para massagem, mas se dedica ao impensável: trabalha até demais, cuida da casa e da família (marido, dois filhos, cachorro e peixes de aquário), leva a avó ao geriatra, é voluntária numa ONG, cursa um MBA aos sábados. Qual a natureza do “tempo” que lhe falta para uma relaxante sessão de massagem? Parece que dispor do seu tempo e esforços em prol de obrigações e do preenchimento das necessidades de terceiros é louvável.

Todo mundo sempre diz o quanto ela é ótima, amorosa, eficiente, dedicada ao mundo. Sente-se valorizada pelo seu comportamento de sacrificar-se, e com um sorriso nos lábios. Interessante é indagar se alguém a valorizaria por passar uma hora fazendo shiatsu. A única justificativa louvável seria as dores na coluna. Nesse caso, a massagem terapêutica seria uma forma de Mariana retornar mais rapidamente àquela vida corrida. Subjacente à suposta falta de tempo, oculta-se o conflito entre cuidar dos outros, e ser amada por isso, ou cuidar de si com o mesmo zelo e empenho que dedica aos outros, sob risco de ser criticada pelo que deixou de fazer.

O empresário Celso imagina todas as pescarias, viagens, trabalhos de marcenaria que poderá fazer depois que se aposentar. Na edícula montou uma pequena oficina, que acumula poeira enquanto seu criador não arranja tempo para manejar serras, tornos e plainas. Enquanto a oportunidade não chega, ele passa cinqüenta horas por semana na empresa, fica anos sem férias com duração maior do que a emenda de um feriado (sempre agarrado ao celular corporativo), almoça em fast food, dorme menos do que seu corpo pede, e não se entende porque aos 45 anos está hipertenso. Não tem ideia de quem são os amigos dos filhos, desconhece os desejos da mulher, dedica-se ao papel de provedor material. Conforta-se sonhando com a vida boa futura, mas há risco de um enfarte fulminante dar cabo desses planos, bem antes da ansiada aposentadoria.

Transformar hoje certos aspectos da vida exigiria reconfigurar o quadro todo, as relações familiares, seu papel na empresa, descobrir o sabor da slow food. Não seria agradável constatar sua menor importância para o andamento da empresa. E talvez precisasse identificar a incomunicabilidade com sua família, a dependência química do caçula, a alienação da esposa (que vorazmente faz compras nos shopping centers). Sua identidade está atrelada ao papel executivo, mas este é apenas um estágio da vida, uma circunstância qualquer. Aposentado, ele seria ex-CEO, e o que mais? Fazer arte em madeira seria um jeito disfarçado de afirmar, para si mesmo, que se ater obsessivamente a algo sólido (trancafiado na oficina, junto com máquinas e toras de madeira) será o novo caminho da felicidade. E, sem notar, vai continuar isolado da família e de si próprio (será adepto da pescaria no Pantanal, com muita cerveja e pouco peixe) depois de aposentado.

Seria ingênuo demais dizer que basta “querer” para que consigamos mudar, no aqui e agora, esses padrões de comportamento rígidos e traiçoeiros. A sociedade valoriza a abnegação, o arrojo e dedicação dos homens que capitaneiam empresas, evitando naufrágios nas turbulentas águas do Mar do Capital Financeiro.

Mulheres abnegadas, por sua vez, são elogiadas por se dedicarem aos outros, e são cobradas ao excluírem alguém de seus atentos cuidados. E assim uma mulher descobre que se passaram quatro anos desde seu último exame de prevenção do câncer ginecológico.

Então… fazer o quê?

Seu tempo é hoje

O músico Paulinho da Viola afirmou, num documentário, que seu tempo é hoje. Eis um instigante ponto de partida. Afinal, o passado é história, o que ocorreu antes certamente nos influenciou de algum jeito, mas não podemos intervir diretamente sobre o que já se foi. O futuro, por definição, é um tempo no qual nunca estaremos. É tentador atribuir a esse porvir a possibilidade de uma vida melhor, com significado, bem-estar, mesmo que lidando com problemas e desafios.

Primeiro passo: reconhecer que só temos o presente como recurso transformador.

Segundo passo: identificar áreas de luz e sombra em nossa existência. O que anda bem? O que foi negligenciado? Quais frutos provavelmente vamos colher com as sementes plantadas hoje?

Talvez seja hora de introduzir um terceiro aspecto: quais valores básicos norteiam nosso estar no mundo?

Áreas como relacionamento com o eu e com os outros, cuidados com o organismo, preocupações sociais, princípios éticos, estes são alguns dos campos sobre os quais podemos refletir pra valer. Pensar nos cansa, dá trabalho, exige disciplina e coragem.

O quarto passo: seria comparar a congruência entre o que fazemos e os valores que nos seriam mais caros. Acho essencial cuidar da saúde, e por isso auxilio todo mundo, exceto a mim mesma. Minha vida tem sido dedicada a prover financeiramente o que há de melhor para a família. Mas quando há espaço para as defesa de valores como intimidade, cumplicidade e reciprocidade nas relações com mulher e filhos?

Por fim, chega a hora de redefinir as ações presentes, torná-las mais compatíveis com os valores essenciais, propiciando a colheita de frutos sumarentos, nutritivos e doces. Definir pequenas metas, realistas, palpáveis. Experimentar caminhos, novas formas de ação, sem receitas prontas. Se errar, que não seja porque irrefletidamente um homem repetiu velhos padrões, mas porque buscou novas soluções para os velhos problemas. Fugir do escapismo, dar passos pequenos, manter como norte o que valorizamos profundamente e com o qual estabelecemos um compromisso, este é o começo da transformação.

Regina Wielenska
é psicoterapeuta na abordagem analítico-comportamental

País da piada pronta


Uma pesquisa inédita realizada pela Unesco sobre professores brasileiros de ensino básico traz informações até então desconhecidas, tais como o salário na Região Nordeste onde 60% dos docentes ganham menos de R$ 530. Além disso, 50% dos professores brasileiros são de classe média, o que carrega a profissão como uma opção de ascensão social. As informações inéditas não terminam por aí. Os professores constituem o terceiro grupo ocupacional mais numeroso do país, ficando atrás dos escriturários e trabalhadores do setor de serviços. Das três categorias, o professor é que possui o mais alto nível de instrução.

O poder público é responsável por 83% dos empregos do magistério sendo que 77,6% estão na educação básica, o antigo primeiro grau. As mulheres são maioria – ocupam 77% dos postos de trabalho. A jornada média de trabalho docente é de 30 horas semanais.

A pesquisa foi buscar informações dos futuros professores. Os estudantes de cursos de licenciatura declararam raramente ler jornais, lêem poucos livros, quase metade freqüenta a biblioteca com freqüência, a maioria tem acesso à internet, utilizando-a principalmente para fazer os trabalhos do curso.

Um dado que ninguém conhecia – o salário inicial do professor tem, no geral, tem sido baixo, quando comparado a outras profissões que exigem formação superior. Quem ler essa pesquisa vai se lembrar do jornalista José Simão, aquele que tem uma coluna de humor na Folha de São Paulo. Ele diria que ‘esse é o país da piada pronta’. É para rir mesmo, pois mais de 500 anos de Brasil e descobriram a roda.

Primeiro esta pesquisa é inédita sim, mas as informações não tem nada de novo – mostra uma realidade de cinco séculos. Pior – em mais de 500 anos nunca se tomou uma medida radical para solucionar o problema. Governantes falam, vangloriam, mostram números. A realidade, no entanto, derruba qualquer argumento. Basta o Brasil participar de qualquer avaliação internacional que é massacrado.

Para refrescar a memória, o Governo Federal implantou o piso nacional de salário do magistério de R$ 950, pouco mais de dois salários mínimos. Rapidamente, meia dúzia de governadores entrou no STF argumentando inconstitucionalidade, contradizendo tudo o que havia gritado nos palanques de campanha. O despacho do ministro que julgou a liminar favorável aos professores – foi um tapa com luva de pelica na cara de nossos governantes.

 

ADILSON ROSA é repórter

Saiba que exercícios gastam mais calorias


Fonte: Folha Online

Tarefas do dia-a-dia, como subir escadas, dançar ou jogar boliche com os amigos, também ajudam a gastar calorias. Mas quem pretende queimar gorduras deve optar pelos exercícios aeróbicos, como natação.

Em média, durante os primeiros 15 minutos de exercício, o organismo consome preferencialmente o glicogênio. Depois desse tempo, em geral, a gordura passa a ser consumida em maior intensidade, como forma de produzir energia. O processo depende, entretanto, da natureza de cada atividade e da tolerância do esportista ao exercício.

Exercícios que trabalham mais a força muscular, como a musculação, também queimam gordura, mas em menor quantidade. Veja os gastos calóricos de várias atividades.

Corrida: 20 calorias por minuto

Correr durante uma hora em uma esteira queima aproximadamente 600 calorias (leve em conta que você não vai correr durante os 60 minutos ininterruptamente, mas vai variar o ritmo). Entretanto, é bom tomar cuidado com esse exercício, que causa fortes impactos nas articulações e altera a frequência cardíaca. Para iniciantes, é melhor ir devagar e começar pela caminhada ou pelo cooper.

Pular corda: 15 calorias por minuto
Pular corda é um bom exercício para a panturrilha (batata da perna), coxas e ombros (acionados para girar a corda). A prática também ajuda a desenvolver a coordenação motora. Como cuidados, é importante sempre se exercitar com calçados adequados e apoiar todo o pé na “aterrissagem” de cada salto, e não apenas a ponta. As repetições de saltos, se mal feitas, podem lesionar as articulações dos pés e dos joelhos.

Vôlei: 15 calorias por minuto

Surgido nos EUA em 1895, o vôlei ganhou o gosto do “país do futebol” com a medalha de ouro do vôlei masculino em 1992, na Olimpíada de Barcelona. A modalidade é boa para desenvolver força, concentração e coordenação motora, mas apresenta um sério risco para as articulações das pernas, se não forem tomados cuidados básicos, como o uso de calçados apropriados para a prática do esporte.

Luta livre: 14,4 calorias por minuto

Quem lembra do programa “Gigantes do Ringue”? A luta livre já teve mais visibilidade no Brasil e serve para ampliar a força e a flexibilidade de seus praticantes. É importante também lembrar que o termo luta livre também é utilizado para designar a luta greco-romana, modalidade olímpica presente nos currículos esportivos das universidades norte-americanas. De qualquer forma, valem os mesmos benefícios da nossa luta livre para a greco-romana norte-americana.

Natação (Borboleta): 14 calorias por minuto

A natação, em suas várias modalidades, continua sendo considerado por muitos um dos exercícios mais completos. Desenvolve a flexibilidade, agilidade, musculatura, capacidade aeróbia, entre outros aspectos. Por outro lado, a prática é desaconselhada para quem tem problemas no aparelho auditivo, devido ao contato constante com a água.

 

 

Subir escadas: 14 calorias por minuto

Não é bem um esporte, mas é uma prática simples imitada por aparelhos de ginástica. Subir escada pode ser considerado um exercício aeróbio, portanto queima gordura. Se você trabalha ou mora no terceiro ou quarto andar de um prédio (até mais, dependendo da sua resistência) experimente abandonar o elevador e subir de escada. Na pior das hipóteses, você vai garantir coxas e um bumbum mais firmes.

Futebol: 13,3 calorias por minuto

Todo mundo (ou pelo menos todos os homens) já bateu uma bolinha pelo menos uma vez na vida. Esporte nacional por excelência, apesar de ter sido oficialmente “inventado” em terras inglesas, o futebol ajuda a desenvolver força, capacidade respiratória, noção de espaço, agilidade e coordenação motora. Os cuidados devem ser tomados no sentido de evitar torções e lesões por impacto nas articulações, muito exigidas em dribles, chutes e corridas. Por ser um esporte de contato físico mais forte, também pode gerar fraturas.

Judô/Caratê: 13 calorias por minuto

As duas modalidades de luta são ideais para quem quer aumentar força, flexibilidade, coordenação motora e equilíbrio. Além de alguns hematomas, pode propiciar torções em caso de falta de cuidado durante a prática.

Alpinismo: 12 calorias por minuto

Entre os chamados esportes radicais, é o que queima mais calorias. Para praticar alpinismo ou a escalada esportiva (denominação relativamente recente para uma vertente do esporte), o atleta terá de contar com muita força, flexibilidade e resistência.

Natação: 12 calorias por minuto

A natação, em suas várias modalidades, continua sendo considerado por muitos um dos exercícios mais completos. Desenvolve a flexibilidade, agilidade, musculatura, capacidade aeróbia, entre outros aspectos. Por outro lado, a prática é desaconselhada para quem tem problemas no aparelho auditivo, devido ao contato constante com a água.

Andar em subida: 11 calorias por minuto

Caminhar, de uma maneira geral, é pratica natural e praticável por qualquer um. Andar, simplesmente, não agride as articulações, por propiciar pouco impacto com o solo, e é um bom exercício para queimar gorduras e ganhar resistência. Apesar de não ter contra-indicações, quem resolver adotar a caminhada como um exercício frequente não pode esquecer de usar roupas leves e calçados adequados, para tirar o maior proveito possível da prática.

Tênis: 11 calorias por minuto

O tenista Gustavo “Guga” Kuerten popularizou como nunca a prática do tênis no Brasil. Bom para aumentar a flexibilidade, coordenação motora, agilidade e capacidade aeróbia, o esporte traz como contra-indicações problemas com torções, desgaste nas articulações e lesões no punho e cotovelo.

Cooper: 10 calorias por minuto

Fase intermediária entre a corrida e a caminhada, o cooper queima mais gordura que simplesmente andar, mas traz muito mais impacto para as articulações, além de forçar bem mais o coração.

 

Handebol: 10 calorias por minuto

Desenvolvimento da força, da agilidade, da coordenação motora e aumento da capacidade aeróbia são fatores positivos do handebol. Negativamente, a prática do esporte pode agredir articulações, provocar torções e fraturas (em caso de trombadas e quedas durante o jogo).

Basquete: 9 calorias por minuto

Nascido em terras norte-americanas, em 1891, o basquete ganhou mais visibilidade no Brasil com o surgimento dos grandes astros da NBA (liga profissional do esporte nos EUA), como Michael Jordan. Muito semelhante em benefícios com o vôlei, também traz as mesmas contra-indicações: os saltos podem provocar lesões nas articulações das pernas. Correr em quadra também força bastante a região.

Boxe: 9 calorias por minuto

Na busca do corpo ideal, muitas academias importaram movimentos do boxe (como socos e agachamentos) para outras modalidades. O aeroboxe, por exemplo, funde a queima aeróbia de gordura com os movimentos da luta, para quem não quer exatamente se tornar um boxeador. As aulas de boxe “de verdade”, em geral, incluem pular corda, séries de alongamentos, técnicas de movimentação (esquiva) e treinamento dos golpes no pushing-ball _equipamento utilizado para melhorar a coordenação motora e a velocidade.

Andar no plano: 8 calorias por minuto

Caminhar, de uma maneira geral, é pratica natural e praticável por qualquer um. Andar, simplesmente, não agride as articulações, por propiciar pouco impacto com o solo, e é um bom exercício para queimar gorduras e ganhar resistência. Apesar de não ter contra-indicações, quem resolver adotar a caminhada como um exercício frequente não pode esquecer de usar roupas leves e calçados adequados, para tirar o maior proveito possível da prática.

Boliche: 7 calorias por minuto

Jogar boliche não é bem um esporte, mas serve como uma forma divertida de queimar algumas calorias. É bom tomar cuidado com o punho, o cotovelo e o ombro, muito exigidos na hora de lançar a bola na pita, além de usar um calçado adequado para não escorregar e tomar um senhor tombo.

Remar: 7 calorias por minuto

Remar, na água ou em aparelhos de ginástica, trabalha a musculatura dos braços, peito e costas, além de aumentar a capacidade aeróbia. Dependendo de como o exercício é feito, também são trabalhadas as pernas e a região lombar. Para adotar o remo como esporte, é bom prestar sempre atenção na postura (para não ferir as costas) e não forçar demais as articulações dos cotovelos, principalmente.

Dançar: 6 calorias por minuto

A dança não traz contra-indicações, exceto algum tombo ou torção durante a execução de um passo mais extravagante.

Portal da Educação Física – http://www.educacaofisica.com.br/noticia_mostrar.asp?id=5511

Por que é tão importante beber água diariamente


por Jocelem Salgado

O verão é a estação onde as pessoas mais prestam atenção a seus corpos. Muitos seguem uma alimentação balanceada, suam nas academias com o objetivo principal de fazer bonito nas praias e piscinas do nosso país. Contudo, grande parte das pessoas acaba se esquecendo de ingerir em quantidades adequadas um elemento vital para nossa saúde: a água.

É muito comum observar pessoas que saem pela manhã para trabalhar e ao voltarem para casa à noite se dão conta que não ingeriram ao menos 1 copo de água durante todo dia. Existem aqueles que não sentem tanta sede e por isso, acreditam que não há problema algum ingerir uma quantidade mínima durante o dia. O que essas pessoas não sabem é que a deficiência constante desse líqüido precioso no nosso corpo pode causar sérios problemas no futuro e por nossa saúde em risco.

Muitas pessoas não associam a água a uma boa alimentação, mas ela é, depois do oxigênio, a substância mais importante para a manutenção da vida. Nos próximos meses, quando a média de temperatura deverá ultrapassar os 30ºC, as necessidades serão ainda maiores e todos nós deveremos ficar atentos para repor as perdas que ocorrem nesse período.

Água: elemento vital

A água é a substância mais abundante do corpo humano. Ela é um componente essencial de todos os tecidos do organismo. Apesar de não conter nenhuma caloria ou outros nutrientes, sem a água o corpo humano só continuaria funcionando por poucos dias. A perda de 20% de água corpórea pode causar a morte e uma perda de apenas 10% causa distúrbios graves.

Em temperaturas moderadas, os adultos podem viver por aproximadamente 10 dias sem água; as crianças podem viver por cerca de 5 dias. Já sem alimento uma pessoa saudável pode sobreviver durante várias semanas.

A água desempenha um papel essencial em quase todas as funções do corpo humano. É utilizada para a digestão, para a absorção e para o transporte de nutrientes; serve de meio para uma série de processos químicos; assume o papel de solvente para os resíduos do corpo e também os dilui para reduzir sua toxicidade, ajudando no processo de excreção do corpo. Ajuda ainda a manter a temperatura do corpo estável. Além disso, a água proporciona uma camada protetora para as células do corpo e, sob a forma de líquido amniótico, protege o feto em desenvolvimento.

A água é necessária à formação de todos os tecidos do corpo, fornecendo a base para o sangue e todas as secreções líquidas (lágrimas, saliva, sucos gástricos, etc), que lubrificam os diversos órgãos e juntas. Também mantém a pele macia e elástica.

Com o envelhecimento, o corpo começa a ressecar cada vez mais. Por exemplo, o corpo de um bebê recém nascido consiste em 75 a 80% de água, contra apenas 50% no caso de um corpo adulto com 60 a 70 anos. Este processo de ressecamento se reflete em pele enrugada, fluxo reduzido de sangue e juntas mais endurecidas.

Necessidades diárias

O corpo humano perde água de várias formas. Através dos rins em forma de urina, como parte das fezes, através do processo de respiração e através da transpiração (suor). Podemos verificar que a ingestão de água está insuficiente simplesmente observando nossa urina. Quando isso ocorre, os rins tentam compensar conservando a água e, portanto excretam uma urina mais concentrada, com coloração amarelo mais acentuado. Um baixo consumo crônico de água aumenta o risco de cálculos (pedras) renais ou cálculos na bexiga

A quantidade de água perdida a cada 24h deve ser reposta para manter a saúde e a eficiência do organismo. Em geral, adultos devem consumir 35mL/Kg de peso, crianças 50 a 60mL/Kg de peso e lactentes 150mL/Kg peso. Isto quer dizer que se uma pessoa pesa 70Kg ela deverá ingerir diariamente cerca de 2,5L de água. Sucos, refrigerantes, chá, café e os alimentos contém água. Mas a pessoa deve dar preferência à água pura.

Fatores que aumentam as necessidades de água

É necessário consumir mais água quando está calor, durante exercícios físicos, no caso de febres, resfriados e outras doenças. É necessário ingerir maior quantidade de água também durante a gravidez, tendo em vista a formação do líquido amniótico e o aumento no volume de sangue, e também para atender as necessidades do feto em desenvolvimento. Da mesma forma, mães com filhos que mamam no peito precisam aumentar a ingestão de líquidos para produzir leite, que contém 87% de água.

É bom lembrar também que alguns componentes da dieta aumentam a necessidade de água, como é o caso dos alimentos muito salgados. O uso de diuréticos ou outros medicamentos que aumentam o fluxo urinário requer uma ingestão adicional de líquidos.

A qualidade da água é importante

A água mais segura para se beber é aquela tratada pelos sistemas de abastecimento e depois filtrada em casa ou fervida. Contudo, isto não quer dizer que não ocorram problemas. As águas dos rios estão se tornando cada dia mais poluídas por resíduos domésticos e industriais, restos de fertilizantes, pesticidas e lixos químicos e nucleares e tudo isso pode causar sérios problemas para nossa saúde. Estudos mostram que muitos casos de diarréia e infecção intestinal atribuídos a intoxicações alimentares ou outras causas devem-se, na verdade, à água contaminada.

Outro problema sério de saúde pública é o constante uso por parte da população de água de bicas contaminadas. Em pessoas saudáveis, os problemas ocasionados pela ingestão deste tipo de água muitas vezes é superado em pouco tempo, mas em pessoas com baixa resistência imunológica (crianças, idosos e doentes) isso pode ser fatal.

Água engarrafada: uma opção

O impacto criado pela constante contaminação das águas de bicas, torneira, etc, elevou o interesse das pessoas pelo consumo de água engarrafada. Mesmo assim, existem várias opiniões e desconfianças quanto as fontes e conteúdos das várias garrafas disponíveis no mercado. Em geral, a dúvida maior fica por conta da procedência da água e por isso, devemos ficar atentos e procurar comprar as marcas mais consolidadas no mercado.

Tipos de água engarrafada encontrados no mercado

· Água potável: é vendida no mercado em garrafões, sendo retirada de qualquer fonte aprovada (rios, reservatórios, água encanada). Em seguida é filtrada e desinfetada e o conteúdo mineral pode ser ajustado.

· Água mineral: contém no mínimo 500mg de minerais por litro

· Água com gás: contém dióxido de carbono para ficar borbulhante. Existem águas gaseificadas naturais que já vêm nesse estado da própria fonte

· Água termal: é retirada de fontes naturais.

Concluindo, a água é o mais abundante e o mais barato de todos os líqüidos existentes para matar nossa sede. Ela é importante para todos os processos vitais do nosso corpo e deve ser ingerida diariamente.

Beba oito copos de água por dia

Eu sugiro que se beba pelo menos 8 copos por dia, nunca junto com as refeições. Dessa forma, seu corpo estará sempre hidratado, sua pele ficará mais macia e elástica, pronta para encarar o verão que se aproxima.

 

Jocelem Salgado

Profª. Titular em Nutrição LAN/ESALQ/USP/Campus, Piracicaba 

por Jocelem Salgado

 

Você sabe o mal que refrigerante faz?


Refri

Refrigerante à base de cola murcha os músculos
Bebida leva a perda de potássio, mineral envolvido nas contrações

Você consegue reduzir o açúcar, maneira nas gorduras e até regula o horário das refeições. Para completar, vence a preguiça e começa a fazer exercícios, incluindo a musculação. Mas abandonar o refrigerante é tarefa quase impossível, e uma latinha é sua opção número para matar a sede. Pois saiba que, mesmo tomando as versões light ou zero, a bebida pode prejudicar e muito! os resultados do seu treino.

Doses diárias de refrigerantes à base de cola fazem seus músculos murcharem, segundo uma pesquisa que acaba de ser publicada na revista de Prática Clínica, no Reino Unido. Segundo os médicos, isso acontece porque a bebida provoca a eliminação excessiva de potássio pelo organismo, mineral envolvido em todos os processos de contrações musculares.

O problema torna-se crônico quando o consumo atinge dois litros por dia. Nesses casos, os pacientes precisam de suplementação oral ou venosa para repor o mineral perdido, além de interromper totalmente a ingestão do refrigerante.

E não é só nos músculos que o prejuízo dos refrigerantes pode ser sentido:

Nos dentes: a bebida provoca o que os dentistas chamam de erosão ácida, ou seja, o desgaste dos minerais que compõem o esmalte dos dentes. “O refrigerante em excesso pode gerar muita sensibilidade, além de possibilitar fraturas, já que o dente fica mais fino e sem proteção”, explica o dentista Lauro Delgado.

Na digestão: o refrigerante dilata seu estômago, fazendo você comer mais do que precisa se sentir satisfeito. Com o excesso, a digestão demora e a dieta acaba prejudicada. “As calorias dos refrigerantes são vazias e devem ser evitadas”, afirma a nutricionista  Roberta Stella.

No hálito: por aumentar a acidez do estômago, o refrigerante pode levar a gastrites e úlceras. Além da dor que essas doenças provocam, há o desconforto social de ter de conviver com o mau hálito.

« Previous entries